Terça-feira - Manaus - 18 de setembro de 2018 - 23:27

MANAUS-AM

Leda Albuquerque é nomeada Procuradora-Geral de Justiça; posse será em 15 de outubro

Nesta segunda-feira, 10 de setembro, Leda Albuquerque já havia sido aclamada pela classe como a mais votada, com 123 votos

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 11 de setembro - 19:06

A solenidade de posse será no próximo dia 15 de outubro.

Foto: Divulgação

O governador Amazonino Mendes nomeou a promotora de  justiça Leda Mara Nascimento Albuquerque para exercer o cargo de Procuradora-Geral de Justiça no biênio 2018-2020. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira, 11/9.

A lista tríplice com os nomes dos candidatos mais bem votados por Promotores e Procuradores de Justiça foi encaminhada ao Governador ainda na manhã desta terça-feira pelo Procurador-Geral de Justiça Carlos Fábio Braga Monteiro.

Nesta segunda-feira, 10 de setembro, Leda Albuquerque já havia sido aclamada pela classe como a mais votada, com 123 votos, a maior votação já alcançada por um candidato ao cargo de PGJ no Ministério Público do Estado do Amazonas, seguida pelo Procurador de Justiça José Roque Nunes Marques, com 89 votos, e o Promotor de Justiça Paulo Stélio Sabbá Guimarães, com 80 votos.

O Promotor de Justiça Reinaldo Alberto Nery de Lima ficou em 4º lugar com 76 votos.

Com a nomeação confirmada por decreto no Diário Oficial do Governo do Estado, a atual Subprocuradora-Geral de Justiça para Assuntos Administrativos será a segunda mulher a exercer o cargo de PGJ no Ministério Público do Estado. A primeira foi a Desembargadora Socorro Guedes, em 2003.

A solenidade de posse será no próximo dia 15 de outubro. "Agradeço a toda a minha classe por ter confiado e acreditado no nosso projeto para o MP no próximo biênio, me consagrando vitoriosa nesse processo eleitoral com uma votação expressiva. Meu agradecimento também ao chefe do Executivo pela confiança depositada", disse a PGJ eleita e nomeada.

A nova Chefe do MP-AM ainda reconheceu o grande desafio que será comandar a Instituição para acompanhar as evoluções sociais e atender ao cidadão com a eficiência devida.

"O MP tem hoje atribuições constitucionais essenciais para que tenhamos uma sociedade mais igual, justa e fraterna. Tenho consciência de que também temos problemas para acompanhar as evoluções sociais, inclusive o aumento da criminalidade organizada, mas estaremos preparados para esse enfrentamento. Vamos dar continuidade ao trabalho que já começou de uma geração que acredita ser possível fazer diferente, construir um Ministério Público forte, resolutivo e capaz de responder aos anseios da sociedade, a destinatária dos nossos serviços", destacou.   

Currículo

A nova Chefe do Ministério Público é graduada em Direito pela Universidade Federal do Amazonas (1988), professora universitária da UFAM, ingressou no Ministério Público do Estado do Amazonas em 1996. É Promotora de Justiça há 22 anos, atuando inicialmente na Comarca de Parintins (1996) e, já na capital, atuou área criminal e exercendo atividades no Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e os cargos de Secretária-Geral e Subprocuradora-Geral de Justiça para Assuntos Administrativos (2014/2018).