Quinta-feira - Manaus - 2 de julho de 2020 - 05:55

MANAUS-AM

​AM tem quatro hospitais credenciados para receber juntos R$ 1,6 mi para atender povos indígenas

Ministério da Saúde autorizou inclusão dos estabelecimentos em quatro cidades do interior do estado.

ADNEISON SEVERIANO

Publicado em 28 de mai - 17:00

Hospital de Guarnição de Tabatinga 

Foto: Divulgação/MP-AM

O Ministério da Saúde habilitou quatro estabelecimentos de saúde do Amazonas ao recebimento de recursos financeiros para a Atenção Especializada aos Povos Indígenas e estabeleceu recurso do Bloco de Manutenção das Ações e Serviços Públicos de Saúde no Grupo de Atenção Especializada, a ser incorporado ao limite financeiro de Média e Alta Complexidade. A autorização foi publicada nesta quinta-feira, 28/5, no Diário Oficial da União. Anualmente, as unidades hospitalares receberão juntas mais de R$ 1,6 milhão.

Os estabelecimentos de saúde autorizado a receber recursos federais são:

São Paulo de Olivença
Unidade Hospitalar de São Paulo de Olivença
Gestão municipal
Valor anual R$ 153.000,00

Benjamin Constant
Hospital Geral de Benjamin Constant Dr. Melvino de Jesus
Gestão municipal
Valor anual R$ 170.999,96

São Gabriel da Cachoeira
Caps I Piçassuara
Gestão municipal
Valor anual R$ 64.535,40

Tabatinga
Hospital de Guarnição de Tabatinga
Gestão estadual
Valor anual R$ 1.272.000,00

As unidades hospitalares e o Caps credenciados passaram por avaliação pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). 

Do montante anual de R$ 1.660.535,36, os repasses serão divididos em  R$ 332.107,07 a ser transferido na 6ª parcela de 2020, correspondente à 20% do valor anual e R$ 1.328.428,29 que será transferido a partir da 7ª parcela de 2020. A partir do segundo ano os recursos serão transferidos em parcelas mensais no valor correspondente a 1/12 do montante estabelecido.