Quarta-feira - Manaus - 21 de agosto de 2019 - 18:26

MANAUS-AM

Homem confessa que matou companheira a facada no bairro Alvorada

Vanderli Bomfim desferiu um golpe de faca acima do peito de Jerusa e fugiu para a casa de familiares. A polícia conseguiu prendê-lo na segunda-feira, 12/8. 

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 13 de agosto - 14:23

Vanderli foi indiciado por feminicídio. 

Foto: Divulgação

Vanderli da Silva Bomfim, 46, foi preso em flagrante pelo feminicídio da companheira dele, Jerusa Gonçalves da Costa. O crime ocorreu na noite de domingo, 11/8, por volta das 23h, na residência do casal, no bairro Alvorada, zona centro-oeste da capital. A vítima tinha 29 anos. As informações foram divulgadas pelos delegados Paulo Martins e Marília Campello, titular e adjunta, respectivamente, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), nesta terça-feira, 13/8.

De acordo com Martins, no dia do crime, Vanderli desferiu um golpe de faca acima do peito de Jerusa e, logo após a consumação do delito, deixou o imóvel, fugindo para a casa de familiares dele. Segundo o delegado, a equipe da DEHS foi informada que o infrator estava escondido em uma residência situada na rua São Bento, bairro Santo Antônio, zona oeste da capital.

“Imediatamente nos deslocamos até o local indicado e logramos êxito na prisão do infrator, na manhã de segunda-feira, 12/8, no bairro Santo Antônio. Vanderli confessou a autoria do crime e, em depoimento, ele afirmou ter agido em legitima defesa, após a vítima tentar furá-lo com um espeto. No entanto, ressalto que esta é apenas a versão dele em relação ao crime”, explicou o titular da DEHS.

A delegada Marília Campello destacou que o infrator não possui passagens anteriores pela polícia e que a vítima nunca havia registrado um Boletim de Ocorrência (BO) sobre agressões sofridas. “Apesar de Jerusa nunca ter formalizado a ocorrência, constatamos, durante as diligências, que as brigas do casal aconteciam com frequência e que o infrator sempre teve um comportamento agressivo”, disse a delegada.

Vanderli foi indiciado por feminicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da DEHS, ele será encaminhado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul de Manaus.