Sábado - Manaus - 15 de agosto de 2020 - 01:56

MANAUS-AM

Hospitais do interior do Amazonas receberão R$ 2 milhões nesta quinta-feira

Os valores, provenientes do Ministério da Saúde, são destinados a pagamentos de recursos humanos, referentes aos meses de agosto e setembro, de profissionais que atuam em unidades hospitalares de gestão não plena

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 25 de outubro

Andreson Cavalcante é o presidente da Associação Amazonense de Municípios.

Foto: Divulgação

Manaus - Nesta quinta-feira, 26 de outubro, 47 municípios do interior do Amazonas devem receber mais de R$ 2 milhões para serem aplicados em suas unidades de saúde. O repasse dos recursos estava atrasado devido ao bloqueio nas contas bancárias dos municípios. 

Os valores, provenientes do Ministério da Saúde, são destinados a pagamentos de recursos humanos, referentes aos meses de agosto e setembro, de profissionais que atuam em unidades hospitalares de gestão não plena. Ao todo, serão repassados R$ 2.089.143,42.

“Os profissionais da saúde no interior já enfrentam uma série de problemas estruturais para trabalhar. Mesmo com o esforço dos municípios, sabemos como é difícil manter a folha em dia, por isso a associação fez questão de intervir e graças ao apoio do governador Amazonino, por meio da pessoa do secretário Deodato, conseguimos mais esse avanço para os municípios”, afirmou o presidente da AAM, Andreson Cavalcante.

Repasse
Serão contemplados os municípios de Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Apuí, Atalaia do Norte, Autazes, Barcelos, Barreirinha, Beruri, Boa Vista do Ramos, Boca do Acre, Caapiranga, Canutama, Carauari, Careiro Castanho, Codajás, Eirunepé, Envira, Guajará e Ipixuna.

Também receberão recursos as unidades hospitalares de Iranduba, Itamarati, Itapiranga, Japurá, Juruá, Jutaí, Lábrea, Manaquiri, Manicoré, Maraã, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Novo Airão, Novo Aripuanã, Pauini, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tapauá, Tonantins, Uarini, Urucará e Urucurituba (sede).

FONTE: Associação Amazonense de Municípios