Quinta-feira - Manaus - 2 de julho de 2020 - 04:27

MANAUS-AM

Igreja católica prorroga suspensão de missas até 23 de junho

O arcebispo de Manaus Leonardo Ulrich Steiner também orienta os fiéis a manterem a distância social para prevenir o contágio da doença

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 29 de mai - 09:12

"Apesar da saudade das nossas celebrações presenciais em nossas comunidades, continuaremos contribuindo para diminuir a difusão do Covid-19”

Foto: CNBB

O Arcebispo Metropolitano de Manaus, Leonardo Ulrich Steiner, prorrogou, em orientação assinada no dia 23 de maio, a suspensão de missas por mais 30 dias nas paróquias da capital devido a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o arcebispo de Manaus, a pandemia tem exigido um cuidado com a saúde e, ao adiar o retorno da celebração dos sacramentos com participação presencial para o dia 23 de junho, a Igreja Católica está contribuindo para diminuir o número de infectados na capital amazonense.

“Com este cuidado a nossa Igreja contribuiu para a diminuição do índice de propagação do vírus. Apesar da saudade das nossas celebrações presenciais em nossas comunidades, continuaremos contribuindo para diminuir a difusão do Covid-19”, afirmou Steiner.

A Arquidiocese de Manaus deverá dar continuidade apenas as ações sociais em favor de pessoas necessitadas. “A nossa Arquidiocese continua com o serviço aos mais necessitados e busca ser consolo junto aos que sofrem. Temos consciência da nossa presença salvífica, solidária e resgatadora. Como é bonito sermos uma Igreja que se coloca a serviço das pessoas mais necessitadas. Gratidão a todas as pessoas pelas doações e serviços”, disse Steiner.

O arcebispo de Manaus também orienta os fiéis a manterem a distância social para prevenir o contágio da doença. “Na missão de anunciar Jesus e o seu Reino, incentivamos a distância social como meio de preservação da saúde do nosso povo”, afirmou Steiner.

“Desejamos testemunhar o valor e a grandeza da vida cristã participando das celebrações através dos Meios de Comunicação, lendo e meditando a Palavra de Deus, rezando o terço. Nós sabemos que o Senhor está no meio de nós e caminha conosco”, concluiu o arcebispo.