Segunda-feira - Manaus - 18 de janeiro de 2021 - 00:57

MUNDO

OMS diz que não haverá imunidade coletiva para a covid em 2021, apesar das vacinas

Soumya Swaminathan, cientista-chefe da OMS, em entrevista coletiva, insistindo na necessidade de manter as medidas de higiene e de distanciamento social, bem como o uso de máscara para conter a pandemia.

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 11 de janeiro - 15:47

Muitos países já estão administrando doses da vacina contra a covid-19

Foto: AFP

Apesar do fato de que em muitos países as vacinas contra a covid-19 já estejam sendo administradas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou nesta segunda-feira (11) que a imunidade coletiva não será alcançada este ano. 

"Não vamos atingir nenhum nível de imunidade populacional ou imunidade coletiva em 2021", disse Soumya Swaminathan, cientista-chefe da OMS, em entrevista coletiva, insistindo na necessidade de manter as medidas de higiene e de distanciamento social, bem como o uso de máscara para conter a pandemia.

A diretora elogiou o "progresso incrível" feito pelos cientistas que participaram do desenvolvimento não de uma, mas de várias vacinas seguras e eficazes contra o novo coronavírus em um ano.

Mas, enfatizou, distribui-la "leva tempo".

“Leva tempo para aumentar a produção de doses, não é só uma questão de milhões, mas estamos falando de bilhões” de doses, disse ela, pedindo à população que seja “um pouco paciente”.

Swaminathan disse que em algum momento “as vacinas chegarão. Elas chegarão a todos os países”.

“Mas, por enquanto, não devemos esquecer que existem medidas que funcionam”, lembrou.

Segundo ela, as medidas de higiene e distanciamento contra o coronavírus devem continuar em vigor "pelo menos até o final do ano".