Quarta-feira - Manaus - 2 de dezembro de 2020 - 12:46

MANAUS-AM
ITACOATIARA

Pastor que insiste em promover cultos é preso em Itacoatiara, no Amazonas

Mesmo com as recomendações em Itacoatiara, homem continua tentando reunir fiéis na cidade, desrespeitando decreto estadual

CARLA ALBUQUERQUE

Publicado em 6 de mai - 10:48

O evangélico orientou os fiéis a irem fazer aglomeração em frente à delegacia e causar tumulto

Foto: Divulgação

Em menos de três dias, um pastor evangélico de Itacoatiara (a 270 quilômetros de Manaus) foi detido duas vezes pela Polícia Militar (PM) por descumprir Decreto Governamental que proíbe aglomerações de pessoas em combate a proliferação do novo coronavírus. Na noite de terça-feira, 5/5, depois de ser detido, incitou os fiés a irem para frente da Delegacia Interativa promover tumulto.

Itacoatiara, de acordo com dados da Fundação em Vigilância em Saúde (FVS), registrava até esta terça-feira 150 casos e 16 óbitos, cerca de 2,5% dos casos registrado no Amazonas. Como forma de prevenção, várias medidas foram adotadas na cidade, mas mesmo com todas as recomendações e proibição da realizações de eventos, segundo a polícia, o pastor identificado como 'Jhon', segue descumprindo as determinações.

De acordo com o delegado Paulo Barros, da Delegacia Interativa, em menos de três dias, o evangélico foi detido pela PM duas vezes e foi indiciado conforme o Artigo 268 do Código Penal (CPB) que é infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

Após detenção e orientação feita pela Polícia Militar para que evitassem aglomerações, de acordo com o delegado, o evangélico orientou os fiéis a irem fazer aglomeração em frente à delegacia e causar tumulto.

Conforme o delegado, além do indiciamento, a Polícia Civil vai comunicar o Ministério Público do Estado (MPE) e a Prefeitura para que tomem outras providências cabíveis.