Sábado - Manaus - 22 de fevereiro de 2020 - 04:20

MANAUS-AM

Polícia Civil prende integrante de organização criminosa por estelionato e roubos de veículos

O homem é apontado como integrante de uma organização criminosa que rouba veículos sob encomenda de presidiários.

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 17 de janeiro - 14:20

Foto: Divulgação

No início da tarde de quinta-feira, 16/01, por volta de meio-dia, a equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV), cumpriu mandado de prisão preventiva em nome de Rafael Aragão dos Santos, 30. O homem é apontado como integrante de uma organização criminosa que rouba veículos sob encomenda de presidiários. O infrator foi preso em via pública, na rua Cinco, bairro São José Operário, zona centro-sul da capital. 

O delegado Cícero Túlio, titular da unidade policial, falou sobre o resultado da ação durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira, 17/01, por volta das 10h. Na ocasião, a autoridade policial explicou que as equipes da DERFV deflagraram em julho de 2019, a operação “Guilhotina”, que desarticulou parte dessa organização criminosa, ocasionando na prisão de 10 integrantes da quadrilha.

“Essas encomendas vinham de presidiários de regime fechado, que também orientavam os infratores a encaminhar esses veículos para serem clonados, pois os mesmos seriam usados, posteriormente, na realização de outros crimes. Rafael era um dos alvos da operação ‘Guilhotina’. Ele era responsável por um carro da montadora Volkswagen, modelo Jetta, de cor preta, fruto de estelionato, para que os outros integrantes da quadrilha cometessem roubos a residências e veículos na cidade”, disse o delegado.

Ainda segundo o titular da DERFV, Rafael possuía também ligações com o tráfico de drogas. Em maio de 2016, ele foi preso com 15 quilos de entorpecentes que, segundo ele, pertenciam ao filho do narcotraficante José Roberto Fernandes Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”. A ordem judicial em nome do infrator foi expedida pela juíza Patrícia Macedo de Campos, da 8ª Vara Criminal.

Procedimentos

Rafael foi indiciado por organização criminosa, estelionato e roubo majorado. Ao término dos trâmites cabíveis na unidade policial, ele será encaminhado para a audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul da capital.