Quinta-feira - Manaus - 5 de dezembro de 2019 - 19:28

MANAUS-AM

Rotatória da Samsung será parcialmente interditada para receber melhorias

No local haverá, inicialmente, a implantação de uma rede de drenagem profunda, além de, posteriormente, a drenagem superficial, meio-fio, sarjeta e fresagem, que é a retirada do asfalto antigo, deteriorado pelo tempo

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 20 de julho - 08:29

Haverá um estreitamento na faixa que contorna a rotatória.

Foto: Divulgação

A partir deste sábado, 20/7, a rotatória do bairro Armando Mendes, a bola da Samsung, começa a ser preparada para receber melhorias como parte do lote 3 da revitalização do Distrito Industrial. Equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) irão implantar o tapume na área, trabalho que será realizado gradativamente em conjunto com agentes da Gestão de Trânsito do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), quando haverá um estreitamento na faixa que contorna a rotatória.

No local haverá, inicialmente, a implantação de uma rede de drenagem profunda, além de, posteriormente, a drenagem superficial, meio-fio, sarjeta e fresagem, que é a retirada do asfalto antigo, deteriorado pelo tempo. Enquanto durarem os trabalhos, a área estará sinalizada com placas de orientação e terá a presença de agentes de trânsito para monitorar a circulação de veículos e proporcionar fluidez ao tráfego.

Na sequência dos trabalhos, as equipes de obras começam a aplicação do pavimento rígido em concreto armado ao longo dos 780 metros de extensão da pista. Devido ao grande fluxo de veículos leves e pesados na área, todo o pavimento das rotatórias, incluído no programa de requalificação viária do Distrito Industrial, será feito em concreto armado, em vez de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), comumente utilizado nas obras de recapeamento da prefeitura. A obra na bola da Samsung está prevista para ser concluída em seis meses.

Na última segunda-feira, 15/7, as obras do lote 1 da recuperação viária do Distrito Industrial chegaram até a bola da Suframa e vão se estender por nove quilômetros de vias dentro da área industrial. Com o início dessa etapa, a Prefeitura de Manaus avança com o pacote de obras para o recapeamento e revitalização das ruas do Distrito 1, que vai alcançar 35 vias, divididas em três lotes e com custo total de R$ 136 milhões, em parceria com a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

A bola da Suframa teve seu raio interno, em um total aproximado de 900 metros lineares, isolado por tela e tapumes. O asfalto antigo e as calçadas estão sendo retirados para dar lugar às novas estruturas – concreto na pista e calçadas novas. Outras ruas, como a Jaguarão, começam a receber as máquinas para o trabalho de drenagem.

Mais de nove mil veículos/hora circulam pela bola da Suframa no horário de Pico. O fluxo é intenso e recebe muitos veículos de grande porte. Para a realização da obra, todo o tráfego foi transferido para a pista externa da rotatória, uma vez que a interna foi isolada com cercas e telas.

As obras de recapeamento e recuperação do Distrito Industrial 1, pela primeira vez estão sendo executadas pela prefeitura, obedecendo ao cronograma estipulado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), com vistoria constante do prefeito Arthur Virgílio Neto. 

Os serviços foram divididos em três lotes, que incluem a revitalização de 35 vias do Distrito Industrial 1. Essa é uma das obras mais esperadas pela cidade, dada a importância econômica do Polo Industrial de Manaus, que irá recuperar suas características de cartão-postal, contribuindo para atrair novos investidores. Dos R$ 150 milhões garantidos no Tesouro nacional, o projeto da Prefeitura de Manaus irá custar R$ 136 milhões, havendo uma sobra de R$ 14 milhões.