Terça-feira - Manaus - 16 de julho de 2019 - 06:36

MANAUS-AM

Todos os quatro envolvidos na morte de PM já estão presos

Crime aconteceu na zona Leste de Manaus, na última quarta-feira, 19/06

REDAÇÃO TODA HORA

Publicado em 21 de junho - 11:41

A arma roubada do sargento, uma pistola calibre 380, foi encontrada enterrada

Foto: SSP

Os quatro envolvidos no assalto que resultou na morte do sargento da Polícia Militar (PM) Luis da Silva Costa, 56, já foram presos. Entre eles estão os irmãos Joelson, 23, e Josué Ferreira Sores, 19. O crime foi praticado, na noite da última quarta-feira, 19/06, em frente a uma loja de eletroeletrônicos da Avenida Autaz Mirim, no Tancredo Neves, na zona Leste de Manaus. 

Além dos irmãos, também foram presos, Marclei Morais de Souza, 20 e Charles Sanches Morais, 27. As prisões realizadas pela Polícia Militar (PM) ocorreram cerca de 24 horas após o crime. O grupo foi levado para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde todos foram autuados, segundo delegado Paulo Martins, por latrocínio (roubo seguido de morte).  Eles serão encaminhados para audiência de custódia. 

A arma roubada do sargento, uma pistola calibre 380, foi encontrada enterrada no quintal da casa de Joelson, na Rua Samambaia, no Jorge Teixeira, na zona Leste.   

O crime

O sargento foi morto com cerca de dez tiros, ao reagir a um assalto, na noite de quarta-feira, 19/6, enquanto trabalhava na segurança de uma loja de eletroeletrônicos. O crime foi gravado por câmeras de vigilância do local.

As imagens mostram o momento em que o sargento foi rendido. Ele tentou reagir, mas foi baleado pelos suspeitos. Após o crime, o grupo fugiu levando a arma do policial que já estava aposentado.